Cemig investe cerca de R$ 5 milhões em projetos de eficiência energética aprovados em chamada pública 

 Cemig investe cerca de R$ 5 milhões em projetos de eficiência energética aprovados em chamada pública 

Iniciativas foram apresentadas em 2020 e vão beneficiar instituições públicas e hospitais filantrópicos 

Cerca de R$ 5 milhões estão sendo investidos pela Cemig no desenvolvimento de oito projetos de eficiência energética aprovados por meio de chamada pública realizada no último ano. E para marcar o início da implantação desses projetos, uma solenidade com os representantes de cada instituição selecionada ocorreu, na tarde desta quarta-feira (01/12), na sede da companhia. Os projetos foram selecionados a partir de critérios técnicos e econômicos, descritos em edital, entre mais de 70 inscritos em 2020 e vão beneficiar, principalmente, serviços de saneamento, iluminação pública, hospitais filantrópicos e uma universidade.

O diretor da Cemig Distribuição, Marney Tadeu Antunes, destacou a importância da agenda para a empresa e para toda a sociedade, uma vez que a execução dos projetos aprovados está alinhada com as práticas da eficiência energética desenvolvidas pela companhia. “Nós queremos que todos os clientes usem a energia de forma racional, ou seja, façam o uso consciente da energia elétrica. Com essas iniciativas que daremos início, estamos reforçando o nosso compromisso com o desenvolvimento sustentável de toda sociedade”, ressaltou.

A Chamada Pública de Projetos de Eficiência Energética é um dos eixos de atuação do Programa de Eficiência Energética (PEE) da Cemig, e é realizada em conjunto com a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Anualmente, a partir 2015, a estatal publica edital para receber inscrições de diferentes propostas. Desde então, já foram aprovados mais de 90 projetos.

A Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) é uma das instituições que apresentaram proposta na chamada pública. A Escola de Veterinária teve o seu projeto aprovado, que contempla a substituição de mais de cinco mil lâmpadas menos eficientes por outras de LED no hospital veterinário, onde são realizados cerca de 35 mil atendimentos por ano.

A diretora da unidade, Zélia Inês Portela Lobato, agradeceu a oportunidade de celebrar, mais uma vez, um projeto em parceria com a Cemig. Ela relembrou trabalhos feitos pela UFMG, em conjunto com a companhia, e reforçou a ajuda que a estatal sempre ofereceu na aplicação e realização de iniciativas sustentáveis. “Estamos muito felizes em receber da Cemig o apoio essencial para, cada vez mais, fazer parte de uma força global que busca as formas mais conscientes e eficientes de utilização e de geração da energia”.

Eixos de atuação 

Somente em 2020, o PEE da Cemig investiu cerca de R$ 50 milhões em diversos projetos no estado em todos os seus eixos de atuação. Além do desenvolvimento dos projetos da chamada pública, o PEE possui outros cinco subprogramas: Cemig nas Cidades, Cemig nos Hospitais, Cemig no Campo, Cemig nas Escolas e o Cemig nas Comunidades.

A iniciativa tem o objetivo de combater o desperdício de energia elétrica por meio da substituição de equipamentos ineficientes por outros mais eficientes e da introdução de medidas educativas para reduzir o desperdício e o valor da conta de energia, além de oferecer mais qualidade no trabalho do campo e garantir cada vez mais segurança na área de saúde, nos municípios de concessão da empresa. Cada subprograma tem seu público específico e os detalhes podem ser conferidos no site da Cemig, no endereço www.cemig.com.br.

Nos últimos chamamentos, a Cemig recebeu propostas que resultaram em processos de melhoria da iluminação pública, de motores e de equipamentos de lavanderia hospitalar, bem como a instalação de sistema de aquecimento solar de água e implantação de sistemas fotovoltaicos.

O gerente de Eficiência Energética da Cemig, Ronaldo Lucas Queiroz, enfatizou os benefícios que a modalidade traz para diversos segmentos, por exemplo, prefeituras, hospitais, órgãos públicos, empesas de saneamento, instituições de ensino, entre outros. “A chamada pública é uma forma democrática de que os nossos clientes acessem esse recurso e tragam projetos importantes para os clientes e para a sociedade”, afirmou. Além disse, o gestor ressaltou que as iniciativas executadas no PEE buscam fomentar o uso racional e seguro da energia elétrica, com foco na sustentabilidade. “Esse é o nosso maior objetivo. Evitar o desperdício sem abrir mão dos benefícios que a energia elétrica nos proporciona no dia a dia”, completou.

Chamada pública 2021 

Desde 18 de novembro estão abertas as inscrições para a Chamada Pública de Projetos de Eficiência Energética da Cemig do ano de 2021 e o prazo para o envio de projetos termina no dia 20 de dezembro. Podem participar os clientes, livres e cativos, conectados ao sistema de distribuição da Companhia e cujas propostas de projeto se enquadrem em uma das seguintes tipologias: industrial, residencial (itinerante), comércio e serviços, poder público, serviço público, rural e iluminação pública.

E para a apresentação do processo aos interessados em participar da iniciativa, a companhia realiza nesta quinta-feira (02/12), às 14 horas, um workshop virtual. A transmissão será ao vivo pelo canal do Youtube da Cemig. O edital completo e outras informações sobre a Chamada Pública de Projetos de Eficiência Energética estão disponíveis no Portal da Cemig na internet. 

Comentários

O Lábaro

Posts Relacionados