Apoiar faz parte, cooperar faz a diferença

 Apoiar faz parte,  cooperar faz a diferença

Mesmo com todas as situações causadas pela pandemia do COVID-19, o Sicoob Credigerais se mantém próximo e preocupado com todos.

O momento em que vivemos é delicado. Muitas pessoas e empresas começam a sentir os efeitos do isolamento social em seus negócios. Afinal, sem ter quem possa comprar, não há como vender e, assim, um ciclo se cria. A pandemia do COVID-19, chegou ao Brasil em fevereiro e, de lá para cá, muitas medidas têm sido tomadas em diversas esferas para preservar, acima de tudo, a vida das pessoas.

Para estudar cenários e buscar soluções para os cooperados, o Sicoob Credigerais instaurou, em meados de março, o Comitê de Gestão de Crise para o COVID-19. o comitê tem por intuito orientar aos empregados da cooperativa sobre determinações dos órgãos pelos quais somos regidos e decretos municipais das cidades em que atuamos, além de transmitir informações sobre cuidados, prevenção e apoio emocional.

O acompanhamento das alterações de decretos municipais em sido feito de forma dinâmica e as novas determinações repassadas aos colaboradores e cooperados tempestivamente pelo Comitê de Gestão de Crise para o COVID-19.

 

Linhas de crédito

Para sanar as necessidades financeiras dos cooperados neste momento, o Sicoob Credigerais utilizou como metodologia de classificação de impacto da carteira de crédito o nível de exposição da atividade econômica ao COVID-19, classificados como exposição alta, moderada e baixa.

Ao analisar todo o quadro social ativo da cooperativa, foram definidas duas linhas emergenciais: capital de giro e folha de pagamento. A primeira possui prazo de 36 meses (incluindo carência) e teto de até R$ 200 mil por CPF, CNPJ ou grupo econômico. Já a segunda possui prazo de 24 meses e teto de acordo com a Guia de Recolhimento do FGTS e de Informações à Previdência Social (GFIP) da empresa).

 

Outras medidas

Desde a instauração do Comitê de Gestão de Crise para o COVID-19, o Sicoob Credigerais adotou diversas medidas para blindar a saúde física e financeira de todos os seus cooperados, bem como da própria cooperativa e também das instituições parceiras.

Confira a seguir quais foram as medidas tomadas para os empregados, cooperados e a comunidade em geral:

 

  • Uso de máscara por todos os colaboradores;
  • Acesso ao interior das agências limitado a cinco pessoas por vez;
  • Higienização dos pontos de contato nos PAs com álcool 70%;
  • Disponibilização de álcool em gel 70% a quem entrar em uma agência;
  • Prorrogação de prazos de vencimento de empréstimos e financiamentos em até 90 dias;
  • Renegociações de operações de crédito vencidas e a vencer;
  • Redução de taxa de antecipação Sipag para 1,8% a.m.;
  • Redução da taxa de administração dos consórcios em 10%;
  • Doações mensais a instituições filantrópicas das cidades em que atuamos: ANMECC, APAE, Associação Mantenedora da Guarda Mirim de Janaúba, CONSEP, COMASP, PMMG e Sociedade São Vicente de Paula;
  • Doações de recursos ao Rotary Club de Paracatu e à Polícia Militar de João Pinheiro (confira matéria ao lado);
  • Sorteio de 180 bolsas de estudo parciais aos cooperados, cujo benefício pode chegar a R$ 1,1 milhão em 2020;
  • Manutenção dos investimentos nos programas educacionais Interacoope e Ifisi.

Comentários

O Lábaro

Posts Relacionados