Nova esperança em forma de pílula contra o Covid 19

 Nova esperança em forma de pílula contra o Covid 19

 

  • Nágela Caldas

Uma pílula pode ser tomada para combater o Covid 19 nos estágios iniciais da infecção. A esperança foi dada pelo CEO da Pfizer, Albert Boula, no dia 27 de abril, à TV CNBC. Segundo ele, a Pfizer está desenvolvendo o comprimido que espera ser eficaz contra as múltiplas variantes do vírus e seja capaz de tratar os pacientes com Covid no início da doença, antes que precisem de tratamentos hospitalares.

Os testes em humanos com a pílula experimental estão começando. Em animais, os testes já foram realizados e não foram identificados riscos significativos nem houve registros de efeitos colaterais. “Teremos mais novidades nos próximos meses”, disse Bourla.

Como a pilula funciona

A droga, que se enquadra em uma classe de medicamentos chamados inibidores de protease, funciona de forma a impedir que o vírus se multiplique em células humanas. Esses inibidores atacam a “coluna” do vírus da Covid e impedem que ele se multiplique no sistema respiratório do paciente. Os inibidores são usados também para combater outras doenças como HIV e Hepatite.

Eficácia Vacina da Pfizer

O presidente da Pfizer também confirmou que a empresa continua realizando testes de vacinas em crianças de seis meses a 11 anos. Segundo estudos clínicos, a vacina da Pfizer tem alta performance, chegando a 95% de eficácia.

Nos Estados Unidos, os jovens de 16 anos ou mais estão sendo imunizados, desde meados de abril. A população conta com as vacinas da Pfizer e da Moderna. Com o sucesso da vacinação rápida, o índice de mortes tem caído consideravelmente. No último dia 22, o presidente americano, Joe Biden anunciou que o país atingiu a impressionante marca de 200 milhões de doses aplicadas. “O acesso à saúde deve ser um direito, não um privilégio nos Estados Unidos”, afirmou Biden.

 

  • Nágela Caldas é jornalista, natural de Paracatu, e mora nos Estados Unidos.

Comentários

O Lábaro

Posts Relacionados