Carnaval 2023 movimenta R$ 1,5 bi em Minas Gerais

 Carnaval 2023 movimenta R$ 1,5 bi em Minas Gerais

Em balanço das festividades, Governo do Estado anuncia política pública para incentivo e desenvolvimento da economia criativa carnavalesca

 

Governo de Minas apresentou, nesta quinta-feira (23/2), um balanço das ações durante o Carnaval 2023 no estado. Os indicadores de turistas superaram as expectativas, com registro de 11,2 milhões de pessoas nas festividades em Minas, sendo 5 milhões em Belo Horizonte. Com isso, a movimentação na economia mineira foi de R$ 1,5 bilhão.“Isso mostra que houve crescimento expressivo do Carnaval e, sobretudo, a preservação do Carnaval grandioso que se tornou Belo Horizonte, mas com uma descentralização”, avaliou secretário de Estado de Cultura e Turismo (Secult), Leônidas Oliveira.O papel da Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) para a expansão das festividades no estado também foi ressaltado pelo secretário.“[A Cemig] fez editais para o interior, para promover Minas Gerais como um grande destino do Carnaval, resgatando Carnavais importantes, como Pompéu, Ouro Preto, o belíssimo Musical de Diamantina, além de várias outras cidades, em especial Paracatu e Poços de Caldas, que realmente foram bastante visitadas”, afirmou.Economia da criatividadePara estimular ainda mais os bons resultados do Carnaval para os mineiros, será lançada, em breve, a Política Estadual da Economia da Criatividade Carnavalesca em Minas Gerais.“Não podemos fechar os olhos para um estado que tem o turismo cultural, a economia da criatividade como sua grande impulsionadora”, frisou o secretário. “O governo apoia, mas quem faz o Carnaval realmente são as pessoas, os foliões e, sobretudo, a maravilha das nossas escolas de samba, dos nossos blocos, que têm uma pegada contemporânea, artística e diferente, ou seja, de todos os gostos, sabores e cores”, enfatizou.

Leônidas ainda ressaltou a média de 80% alcançada pela ocupação hoteleira no estado.“Isso também é um número expressivo, sendo que, nos destinos carnavalescos como Ouro Preto, Pompéu e outras cidades, a ocupação chegou aos 95%. Os números foram um sucesso”, disse, reforçando a importância de uma política estadual para suporte a toda a cadeia produtiva envolvida na programação carnavalesca de Minas Gerais.

Carnaval da LiberdadeO programa Carnaval da Liberdade, iniciativa intersetorial lançado neste ano para fomento à festa tradicional, foi mais uma estratégia de apoio blocos caricatos, escolas de samba, grupos carnavalescos e festividades. Por meio do reconhecimento das manifestações culturais, incentiva a geração de oportunidades de emprego e renda para os municípios, além de desenvolver a economia criativa.Como parte da programação, o Atrium da Liberdade, na Praça da Liberdade, em Belo Horizonte, foi um dos destaques. No espaço, montado pela primeira vez, os mineiros tiveram acesso a áreas de descanso, duchas, oficinas e gastronomia. O Atrium foi viabilizado por meio de atuação conjunta entre Secult e Fundação Clóvis Salgado (FCS).

 

Galeria de fotos disponível em: https://www.agenciaminas.mg.gov.br/multimidia/galeria/governo-de-minas-apresenta-balanco-das-acoes-no-carnaval-2023

 

Comentários

O Lábaro

Posts Relacionados