TV Caroço exibe produções audiovisuais de adolescentes atendidos pelo projeto

 TV Caroço exibe produções audiovisuais de adolescentes atendidos pelo projeto

Evento foi realizado na Casa Kinross e marcou a apresentação dos resultados e certificação dos alunos participantes

Após ampliar do acesso à produção e à circulação audiovisual e promover a capacitação de jovens estudantes de Paracatu (MG), chegou a hora da TV Caroço celebrar os resultados de 2019 e certificar os adolescentes participantes. Na última quinta-feira, 5 de março de 2020, a Casa Kinross recebeu a exposição interativa “O Papo Agora é ODS”, que contou com a apresentação dos 32 vídeos produzidos pelos alunos do projeto, além de uma mostra com fotos e textos sobre os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU.

Realizada pela Fundação Conscienciarte, com apoio da Kinross e das Secretarias Municipal e Regional de Ensino, a TV Caroço promove oficinas de audiovisual para aos estudantes das instituições atendidas. Ao final dos cursos, os jovens produzem, criam e auxiliam na divulgação de seus próprios vídeos e filmes, com os resultados sendo apresentados à comunidade escolar e ao público no final do processo. Ao todo, a iniciativa chegou a 3.845 pessoas em 2019, incluindo a audiência das exibições, pessoas envolvidas nas atividades escolares, entre outros.

Para o coordenador do projeto na Fundação Conscienciarte, Thiago dos Reis, o trabalho foi importante para que os alunos pudessem adquirir novos conhecimentos e habilidades, não somente na área audiovisual. “É muito bom ver os jovens se envolvendo e entrando em contato com tecnologias e informações que nem sempre eles têm acesso, tendo a oportunidade de conhecerem equipamentos de produção e ferramentas de edição com autonomia para se aprofundarem na área que desejam. Temos um foco em trabalhar com alunos de baixa renda e atuamos na formação não só de produtores de vídeos e filmes, mas de fotógrafos e outras formas de produção e comunicação”, destacou.

Frentes de atuação

Em 2019, o projeto TV Caroço envolveu escolas da rede pública de Paracatu e atendeu 175 alunos por meio de três frentes. Na primeira, foram capacitados 15 adolescentes, formados em oficinas de audiovisual com uma carga horária total de 240 horas, distribuídas em dez meses de atividades. Conhecidos como multiplicadores de audiovisual, esses jovens criaram seus próprios vídeos, com foco nas ODS. Juntos, eles produziram dois quadros, sendo o primeiro “O Papo Agora é ODS”, composto por uma série de 17 curtas que explicam cada meta de desenvolvimento sustentável e como atingi-las até 2030. O segundo quadro foi o “Arte em Movimento”, que realizou entrevistas com artistas de diversos segmentos em Paracatu e região, no qual compartilham suas experiências nas artes e no mercado de trabalho.

A segunda frente de atuação, chamada Caroçando na Escola, atendeu dez instituições da rede pública de ensino com oficinas de audiovisual. Em cada uma, foi produzido um curta abordando o cotidiano escolar, mostrando o ambiente, os professores, os aprendizados e a diversão. Ao final, os alunos ainda produziram um vídeo de entrevista com a comunidade escolar, abordando a importância das ODS e como a educação de qualidade é trabalhada em suas escolas. Os temas foram elaborados e produzidos pelos próprios alunos das oficinas. Ao todo, foram atendidos 150 adolescentes no Caroçando na Escola, com carga horária de 10 horas por escola e um material de dez vídeos produzidos. Após a produção, os vídeos são exibidos à comunidade escolar, tendo recebido uma audiência de mais de 3.600 pessoas em 2019.

A exposição “O Papo Agora é ODS” e a certificação dos 15 multiplicadores marcaram a terceira frente.

Emily Tavares, 17 anos, estudante que participa há um ano da TV Caroço, enalteceu a metodologia utilizada nas oficinas e que os aprendizados foram muito além da área audiovisual. “Tivemos a experiência de aprender e ensinar com total companheirismo, tendo a sensação de estarmos em família. Aprendemos várias técnicas de produção, edição e direção, mas o que mais gostei foi a forma como o protagonismo jovem foi adotado pelo projeto. Afinal, passamos por um processo não só de aprendizagem técnica, mas também de amadurecimento pessoal”, observou.

 

Comentários

O Lábaro

Posts Relacionados

Leave a Reply