Receita Federal em Uberlândia divulga balanço das apreensões realizadas no 1º semestre de 2023

 Receita Federal em Uberlândia divulga balanço das apreensões realizadas no 1º semestre de 2023

 As apreensões no período atingiram o montante de quase R$ 7 milhões.

 

A Receita Federal em Uberlândia apresenta o resultado das ações de combate ao contrabando, descaminho e outros ilícitos aduaneiros, realizadas durante o primeiro semestre de 2023. As apreensões de mercadorias no período somaram o montante de R$ 6.995.618,63O balanço aponta que o maior valor apreendido foi de cigarros e produtos do gênero, no total de R$2.820.640,00. Em seguida, aparecem veículos, no valor de R$1.373.763,73; produtos eletroeletrônicos, no valor de R$962.308,41; vestuários, no valor de R$633.469,28; calçados, no valor de R$ 223.237,33; e itens de informática, no valor de R$160.133,89.

Esse resultado é devido ao fortalecimento da equipe de repressão da Divisão de Repressão ao Contrabando e Descaminho (Direp) no estado de Minas Gerais, ao trabalho em parceria com as forças de segurança pública (Polícia Rodoviária Federal, Polícia Federal, Polícia Civil, Polícia Militar) e outras instituições púbicas, como Procon de Uberlândia e a ANTT, e à realização frequente de atividades de repressão, aliadas ao trabalho de pesquisa e seleção da Receita Federal para identificar cargas sensíveis que podem conter indícios de ilegalidades. 

A Receita Federal atua no controle das mercadorias que ingressam no país. Quando são descobertas irregularidades, como subfaturamento dos produtos ou tentativa ilegal de introdução da mercadoria no mercado brasileiro, prejudicando a indústria nacional, a Receita apreende a mercadoria. As mercadorias apreendidas, após os trâmites legais, são destinadas conforme prevê a legislação em vigor, sendo as impróprias para uso e consumo destruídas ou transformadas em produtos que serão úteis à sociedade, como é o caso das bebidas alcoólicas e os perfumes, que podem ser transformado em álcool em gel para ajudar no combate à pandemia da Covid-19, o tabaco, que pode ser transformado em adubo orgânico e inseticida, a cola tóxica em tijolos ecológicos, as TVs piratas em minicomputadores, dente outras transformações mediante o processo de descaracterização do produto. As demais mercadorias são levadas a leilão, incorporadas para uso na Receita Federal ou destinadas para outros órgãos públicos e entidades sem fins lucrativos.

“Todo este resultado é fruto de um planejamento, onde atuamos de forma inteligente em várias frentes, buscando sempre fortalecer a equipe de repressão, investir em tecnologia e serviço de inteligência, aprimorar a parceria com as forças de segurança da região e ter o apoio da população no encaminhamento de denúncias”, comenta o Delegado da Receita Federal em Uberlândia, auditor-fiscal Luiz Cláudio Martins Henriques.

Dados comparativos 1º semestre 2023 e 1º semestre 2022:

Produto Valor (R$) – 1º Semestre/2023 Produto Valor (R$) – 1º Semestre/2022
CIGARROS E SIMILARES 2.820.640,00 CIGARROS E SIMILARES 2.831.703,90
VEÍCULOS 1.373.763,73 VEÍCULOS 331.607,23
ELETROELETRÔNICOS 962.308,41 ELETROELETRÔNICOS 144.503,54
VESTUÁRIO 633.469,28 INFORMÁTICA 124.349,38
CALÇADOS OUTROS 223.237,33 VESTUÁRIO 104.651,30
INFORMÁTICA 160.133,89 BEBIDAS ALCOÓLICAS 17.787,78
OUTROS PRODUTOS 822.065,99 OUTROS PRODUTOS 18.132.727,85
TOTAL 6.995.618,63 TOTAL 21.687.330,98

 

Observação: a acentuada diferença nos valores totais de um semestre para o outro está relacionada com a apreensão de suplementos alimentares em quantidade e valores atípicos, realizada no primeiro semestre de 2022.

Fotos de algumas das apreensões realizadas:

Comentários

O Lábaro

Posts Relacionados