O HOJE

 O HOJE

Muitos questionamentos, perguntas das mais variadas, reflexões e conclusões são tiradas e lançadas em relação ao tempo passado, presente e futuro.   Há inclusive indagações acerca de qual fase seria mais importante para o ser humano.   Não resta qualquer dúvida que o passado é importante, as marcas deixadas, os exemplos bons e ruins, experiências trazidas.   Certo é que o passado das pessoas se bem analisado e observado é uma verdadeira universidade de ensinamentos, um importante instrumento norteador para O HOJE e para o futuro.   E o futuro?   Ora o sonho de consumo da maioria das pessoas no nosso campo imaginário é lindo, só flores, os espinhos foram tirados e/ou queimados no passado.   Será?   O pensador Confúcio afirmou “O homem joga sua saúde fora para conseguir dinheiro, depois usa o dinheiro para reconquistá-la novamente”, essa afirmação envolve sem dúvida O HOJE e a dúvida em relação ao futuro, se bem pensarmos para muitos, por conta das incertezas o futuro deve ser visto como uma grande utopia.   Aí você pergunta, como é que fica então?   O que importa de verdade?   Olhemos para O HOJE, com base nos aprendizados do passado, com o mínimo de atropelos, pés no chão, se vivermos em atos e atitudes próximos da perfeição, servindo sem esperar retribuição, precavidos evitando exageros, o nosso HOJE será o alicerce (base) para tudo.   Passaremos a observar que O HOJE bem vivido, com o tempo se transformará em passado.   Por outro lado, O HOJE bem conduzido também abrirá o caminho do futuro, um almejado futuro com mais paz e sossego.   Trocando em miúdos a mais importante fase da nossa vida é, sem dúvida, O HOJE que traz em si atrelado um bom histórico norteador do passado, e projeta um excelente e bem elaborado futuro.   Viva O HOJE, seja feliz!   Não se esqueça de consultar, entender e por em prática literalmente a bendita moderação.

Miguel Francisco do Sêrro – Historiador / Advogado

 

 

Comentários

O Lábaro

Posts Relacionados