Entrevista: chef Pedro Barbosa do “Mestre do Sabor”

 Entrevista: chef Pedro Barbosa do “Mestre do Sabor”

Em entrevista exclusiva para o Jornal O Lábaro, o chef Pedro Barbosa nos fala um pouco da sua trajetória e contou que virá a Paracatu para comemorar esse momento tão importante na sua vida.

O mineiro de Paracatu, Pedro Barbosa tem apenas 26 anos, mas resolveu ousar no “Mestre do Sabor” ao fazer uma sobremesa com iogurte, limão e maçã verde para entrar para o time de Leo Paixão.

O representante de Minas Gerais- Paracatu, no Programa “Mestre do Sabor” da Rede Globo, nos concedeu uma entrevista através do WhatsaApp do portal O Lábaro, falou que a vida toda tinha essa vontade de participar desse meio artístico, e que ao receber o convite no ano passado para participar do programa, começou a estudar muito e sempre com o pensamento de que tudo daria certo.

Jornal O Lábaro – Como foi a sua reação quando recebeu a proposta para participar deste reality, que é um programa da Globo o “Mestre do Sabor”?

 Pedro Barbosa – Minha reação quando o convite veio foi a melhor possível, porque sempre gostei desse meio artístico, de televisão. Quando o convite veio, fiquei me perguntando será que é a hora?

No final do ano passado fui convidado para participar do programa e para mim foi maravilhoso esse momento, porque estávamos passando por uma pandemia e falei, vou e vou sem medo, vai dar certo.

Comecei a estudar loucamente e pensei comigo que iria dar muito certo.

 Jornal O Lábaro – Fala sobre a influência da sua vó Hedi nesta sua trajetória.

 Pedro Barbosa – Vovó Hedi foi fundamental, porque é uma cozinheira que me inspira muito, que me ensinou muita coisa.

Então, vovó Hedi está nos meus caminhos desde molequinho, ela fazia os pirulitinhos de açúcar dela e eu acordava para ajudar a embalar nos saquinhos.

Depois ela começou a fazer pastel, ela não sabia fechar, mas ela sabia como tinha de ficar, as minhas tias me ensinaram para que eu pudesse ajudá-la a fechar os pasteis. E ela gostava que eu fechasse bonitinho, se não, ela reclamava e dizia que poderia melhorar.

Ela era incrível, maravilhosa, me ensinou muitos sabores, muitas técnicas de vó. Quando a gente ia à casa dela tinha que comer muito e estávamos sempre ali do lado dela, nos momentos das refeições. Era muito legal esta parte, acabei descobrindo muitos sabores, muitas técnicas, o cuidado com a comida, o carinho com a comida com a vovó Hedi.

 

Jornal O Lábaro – O que te inspirou a fazer o primeiro prato?

 Pedro Barbosa – O que me inspirou a fazer o primeiro prato foi o motivo que ninguém tinha entrado com uma sobremesa e eu gosto de desafios, também tem toda esta questão que a minha vó fazia pirulitos de açúcar.

Cara, tem que ser um doce para eu entrar! Porque ninguém tinha entrado na terceira temporada com um doce, eu vou tentar um doce e me arrisquei.

Foi um doce não tão doce, não convencional, doce com creme de limão, poejo, coentro, iogurte, então eu fui bem ousado, mas eu já tinha isso em mente que eu queria ser o primeiro a entrar com um doce.

Jornal O Lábaro – Qual foi o momento mais emocionante da segunda etapa para você?

 Pedro Barbosa – O momento mais emocionante pra mim foi a última prova eliminatória.

Quando eu soube que iria continuar eu fiquei muito feliz, muito contente, porque não tinha sido um dia muito bom, uma prova muito boa, o nhoque acabou não dando certo como eu tinha pensado, e daí foi bem tenso, sabe?!

A gente tá ali sendo filmado e as nossas reações são diferentes, a gente as vezes não consegue resolver o problema, se a gente estivesse em outro ambiente conseguiria, tem todo esse lado também.

Então, quando eles decidiram que eu iria ficar e foi anunciado ali para todos, aquele momento foi muito emocionante, de verdade, para mim.

Também tem os momentos do João Diamante, a história dele é muito bonita, um jovem negro da comunidade que se destaca e que está tentando fazer com que outras pessoas mudem de vida através da comida, isso é muito bonito, é muito emocionante, precisamos de mais pessoas assim que querem transformar o meio.

Também, quando o João Batista se emocionou comendo a primeira sobremesa que foi arroz doce com feijão e foi incrível criar esse prato com Léo Paixão e a Aline e a gente conseguiu transmitir muito amor e Claude e Batista acabaram ali comento e gostaram muito.

É uma sobremesa muito inusitada, gente quem junta arroz, feijão e mamão numa sobremesa? Mas ficou tão gostosa, tão saborosa e com tanto amor e carinho. A gente conseguiu transformar tudo isso ali sabe, que deixaram eles emocionados.

 Jornal O Lábaro – Como é essa repercussão para você, especificamente nas redes sociais?

 Pedro Barbosa – A repercussão está sendo maravilhosa, estou recebendo muito carinho, de muita gente, a cidade inteira parece estar comigo aqui, eu sinto as vibrações de cada paracatuense, e também, agora, já tem mais pessoas do Brasil todo me apoiando, de Portugal, dos Estados Unidos, da China.

Está muito bonito de ver, o carinho da galera me mandando mensagens, eu tento responder todo mundo, por mais que demore, talvez um pouquinho mais agora, uns dias a mais para responder, eu tento responder todo mundo, contribuir com carinho.

Muitos me pedem receitas, mas em breve todas estarão no site receita.com e aí acho que estou tendo uma repercussão maravilhosa, eu estou amando todo esse carinho que estou recebendo.

 Jornal O Lábaro – Como está sendo as precauções da Covid 19?

 Pedro Barbosa – Todos os protocolos da rede globo estão sendo seguido, o programa está gravado desde março e foi feito em cima de todos os protocolos vigentes no estúdio da Rede Globo.

 Jornal O Lábaro – Quais suas expectativas para a final?

 Pedro Barbosa – Minha expectativa é chegar lá né, espero mesmo que dê certo de chegar até o final e ganhar. Mas não sei se vai dar ainda, é um processo, tem muito ainda para acontecer e se não chegar lá, estou muito contente já, com as portas que o programa está me trazendo e está sendo maravilhoso todo esse carinho das pessoas.

Eu descobri que sou um confeiteiro, eu nunca tinha trabalhado tanto com confeitaria na minha vida e agora descobri isso e estou gostando muito, está sendo maravilhoso e se eu não chegar, que as pessoas que forem até lá dê o seu máximo sabe, porque vai ser incrível, vai ser maravilhoso, vai ser disputa de gente grande mesmo e a pessoa que vencer o programa, a temporada, vai ser merecedora, porque é muito difícil sabe, mas vai dar certo para alguém é uma pessoa que merece com certeza.

Jornal O Lábaro – Deixe uma mensagem para Paracatu.

 Pedro Barbosa – Minha Paracatu do Príncipe, só quero agradecer vocês pelo carinho, toda a dedicação com a minha família, com o pessoal daí. Estou amando receber estas vibrações de vocês aqui. Então, contem comigo.

Espero que quando a pandemia acabar e todos nós estivermos vacinados, quero estar aí para comemorar muito, quem sabe ter algum projeto pela cidade para ensinar a alta gastronomia as pessoas ou então ter um restaurante, mas eu quero estar aí pertinho de vocês, aproveitar um pouco das minhas origens, lembrar da vovó, de toda a minha família, minha base está sempre aí.

Então, o que eu tenho para pedir para vocês é para continuar torcendo e vibrando, porque estas vibrações estão chegando aqui e está me deixando cada vez mais forte. Um beijo para vocês continue me assistindo, usem máscara, por favor, e quando chegar a sua vez, vacine, um grande abraço!

 

Fotos do Intagram

Comentários

O Lábaro

Posts Relacionados