Campanha Kinross de vacinação contra gripe (influenza) para empregados começa nesta quinta-feira, 01/04

 Campanha Kinross de vacinação contra gripe (influenza) para empregados começa nesta quinta-feira, 01/04

Até 08/04 poderão ser vacinados, além dos empregados, seus dependentes legais, aposentados, estagiários e aprendizes

A Kinross Brasil Mineração inicia, nesta quinta-feira (01/04), em Paracatu (MG), mais uma campanha interna de vacinação contra a gripe H1N1 e variantes. A ação vai até o dia 08/04 e será realizada no posto médico interno e na modalidade Drive Thru.

Nessa Campanha, a expectativa é imunizar cerca de 5 mil pessoas com vacinas Influenza Tetravalent. Bebês a partir dos 6 meses de idade, crianças, adultos e idosos poderão se vacinar. A iniciativa também alcançará empregados da empresa e seus dependentes em Belo Horizonte e Caçu (GO).

O objetivo da vacinação contra a gripe é reduzir a circulação do vírus influenza e, consequentemente, o número de hospitalizações e risco de morte devido à contaminação. De acordo com dados científicos, o Influenza está relacionado a uma série de complicações como pneumonia e doenças cardíacas.

É importante entender que a vacinação da Kinross é a antigripal, que acontece todos os anos, e não aquela contra a Covid-19. Essa é uma iniciativa que a empresa realiza anualmente para proteger os empregados e seus familiares das gripes e suas variantes. Segundo especialistas, é fundamental vacinar-se contra a gripe neste momento de pandemia, pois é uma forma de contribuir para que menos pessoas precisem ir aos centros de saúde, atualmente lotados por conta da Covid-19.

Flávio Guimarães da Fonseca, presidente da Sociedade Brasileira de Virologia e membro do Comitê gestor e científico do Centro de Tecnologia em Vacinas da UFMG (CT-Vacinas), ressalta a importância da vacinação contra a gripe. “O objetivo principal é que as pessoas não gripem, pois sempre há risco de evoluir para uma pneumonia, e o sistema de saúde está sobrecarregado”, diz. Ele lembra que o intervalo ideal entre uma vacina e outra deve ser de, pelo menos, 10 dias.

Segundo orientações médicas, para receber a vacina, é preciso observar as seguintes restrições:

 – Febre nas últimas 24hs

– Gripe confirmada com diagnóstico médico laboratorial

– Alergia a ovo

– Crianças abaixo de 6 meses (crianças de 6 meses a 8 anos e 11 meses que nunca foram vacinadas contra influenza devem receber uma segunda dose após intervalo mínimo de 4 semanas)

– Gestantes devem solicitar orientação e prescrição médica.

Comentários

O Lábaro

Posts Relacionados