Nota – Prefeitura de Paracatu

 Nota – Prefeitura de Paracatu
A Secretaria Municipal de Saúde esclarece que o Boletim da Covid-19 é feito criteriosamente e tem como base as informações coletadas por profissionais da área da saúde. O Boletim não mostra pacientes confirmados de Covid-19 na UTI, e sim suspeitos. A partir do momento que o paciente testa positivo, ele deixa de ser suspeito e entra nos casos confirmados. Dois óbitos de cidadãos paracatuenses ocorreram no Hospital Municipal de Paracatu, e, os outros dois, um em Belo Horizonte, onde residia o paciente, e o outro em Unaí, devido à transferência para a UTI do Hospital Santa Mônica.
O Hospital Municipal ainda informa que, no dia 12 de julho, domingo, quatro pacientes deram entrada na unidade, dois deles foram encaminhados para a terapia intensiva, e os outros dois permaneceram na emergência. Devido a lotação da UTI, foram solicitadas vagas para os pacientes internados e entubados na sala de emergência no pronto socorro. Após o pedido ser encaminhado e analisado pelo SUSFácilMG, programa estadual para regulação do acesso aos leitos, uma vaga foi disponibilizada no município de Unaí, no Hospital Santa Mônica.
No local funciona a UTI Intensivelife, aberta recentemente para receber pacientes graves com suspeita ou confirmação de infecção pelo Coronavírus, para tratamento específico. A Unidade de Tratamento Intensivo de Paracatu encontra-se fisicamente nas dependências do Hospital Municipal. No entanto, não compete a instituição a liberação dos seus leitos sendo este gerenciamento de responsabilidade da regulação estadual. Todos os leitos de UTI públicos são regulados pelo SUSFácilMG, programa estadual para regulação do acesso aos leitos.
 

Comentários

O Lábaro

Posts Relacionados