Projetos de sucesso em Paracatu serão apresentados no 5º Fórum de Sustentabilidade das Cidades Históricas

 Projetos de sucesso em Paracatu serão apresentados no 5º Fórum de Sustentabilidade das Cidades Históricas

As ações culturais bem-sucedidas de Paracatu para valorizar o patrimônio histórico e artístico do município, que obtiveram destaque esse mês com a divulgação do resultado da pontuação do ICMS Cultural, voltam a ganhar evidência com o início do 5º Fórum de Sustentabilidade das Cidades Históricas de Minas Gerais, a partir desta 2ª feira (29/6).

O evento, que acontece até o dia 3 de julho (6ª feira), será realizado pela primeira vez no formato virtual, devido à pandemia do novo coronavírus. Paracatu, que iria sediar o evento presencial em 2020, é o centro das atenções nas atividades do último dia, com a apresentação dos “Cases de sucesso de Paracatu”.

A secretária executiva do Patrimônio Histórico, Rose Cardoso, vai falar sobre a “Gastronomia de Paracatu”; o presidente do Conselho da Promoção da Igualdade Racial, Hamilton Batista Coelho, irá expor o projeto “A Escola vai ao Quilombo” e a secretária municipal de Ação Social, Ana Amélia Medeiros, apresentará o programa “Suas Marias”.

A apresentação dos projetos terá como mediadora a secretária municipal de Cultura e Turismo, Angélica Vasconcelos Souto Silva. “Mesmo com o evento virtual, queremos trazer maior visibilidade nacional para nossa cidade, nossas riquezas, e mostrar tudo o que nós temos feito em relação à cultura, e na relação da cultura com outras áreas”, disse ela.

Os participantes do evento irão conhecer mais sobre a gastronomia de Paracatu, que mantém viva a tradição da culinária mineira, um dos orgulhos do estado. Desde 2014, o incentivo a várias práticas locais – como o registro do modo de se fazer pão de queijo –  vem impulsionando o setor. “Diversas ações têm sido desenvolvidas, e a escolha da nossa gastronomia como um dos ‘cases de sucesso’ do evento é um motivo de orgulho para nós e, certamente, inspiração para outros municípios”, conta Rose Cardoso.

Para nortear os debates do evento foram definidos dois temas, “Planejamento Municipal para o Desenvolvimento Sustentável das Cidades Históricas de Minas” e “Paracatu: Gestão Pública do Patrimônio Histórico e do Turismo como indutoras e aglutinadoras para o desenvolvimento sustentável”.

Em uma cidade de predominância negra, a Secretaria de Cultura e Turismo desenvolveu um projeto para resgatar a memória, ensinar a cultura, a história local e as origens para as crianças das escolas municipais. Lançado em setembro de 2017 em parceria com a Secretaria de Educação, “A Escola vai ao Quilombo” fez com que gestores, professores e alunos pudessem conhecer as cinco comunidades quilombolas remanescentes na região.

“Queremos também fazer esse trabalho com os pais, para fechar esse ciclo e cumprir integralmente as diretrizes do nosso projeto”, acrescenta Hamilton Batista Coelho, presidente do Conselho da Promoção da Igualdade Racial, que vai apresentar o programa no Fórum.

Realizado pela Associação das Cidades Históricas de Minas Gerais – presidida pelo prefeito Olavo Condé – em parceria com a Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP), o evento é realizado este ano tendo a Prefeitura de Paracatu como parceira.

Com três anos de funcionamento, o programa “Suas Marias” surgiu para atender mulheres em situação de extrema vulnerabilidade. Atualmente 100 delas são atendidas, e recebem qualificação e uma renda de 1\2 salário mínimo para trabalhar durante meio horário, podendo assim voltar ao mercado de trabalho.

“Esse programa tem dado muito certo, a gente tem visto a transformação na vida delas. Temos um resultado positivo de mulheres que já estão trabalhando, inseridas no mercado. É um dos programas que mais nos dá alegria”, conta a secretária de Desenvolvimento e Ação Social, Ana Amélia de Melo Medeiros, responsável por apresentá-lo no evento.

Devido à pandemia do novo coronavírus, os painéis de debate e da sessão cases de sucesso serão transmitidos ao vivo pelo canal do Fórum no YouTube. Para realização dos minicursos, serão utilizadas plataformas digitais para a disponibilização de materiais (Google Classroom e Google Drive), e a realização de fóruns de debate será feita pelo Google Meet e Zoom.

Cultura e turismo pós-pandemia

O objetivo desta edição é contribuir com a construção de conhecimentos e saberes a respeito de políticas públicas nas áreas de urbanismo, patrimônio histórico, turismo, trabalho e renda para o planejamento municipal orientado ao desenvolvimento sustentável das cidades históricas de Minas Gerais, norteando atenção à pandemia da COVID-19 e o período pós-pandemia, quando o turismo em todo o mundo será voltado para os cenários e destinos internos.

Os fóruns de debates serão realizados através das plataformas Google Meet e Zoom. Canal do Fórum no YouTube: https://www.youtube.com/channel/UCmmi1YtEw3FEsyZIde1bXCA

– Link da inscrição: site da UFOP e formulário de inscrições. https://forms.gle/yJBRJ5uTF4jnM5LS8

ASCOM/SEGOV

 

 

Comentários

O Lábaro

Posts Relacionados