PRIORIDADE

 PRIORIDADE

Em certos momentos da nossa existência, muitos de nós paramos a refletir sobre e como temos levado nossa vida.   Voltamos no passado, observamos o presente, às vezes avançamos ou não rumo a um desconhecido futuro.   Em decorrência do que a mente nos traz, nos sentimos tristes, choramos, vez por outra sorrimos, ficamos felizes, por aí.   Nesse vagar de pensamentos, sendo mais racionais, acabamos fazendo para nós mesmos algumas perguntas, e, ao respondê-las, concluímos no geral, o quanto perdemos ou jogamos tempo e até recursos fora por conta das futilidades.   Tempos antes, num bate papo, ouvi um senhor de uns 40 anos afirmar entusiasmado que deslocara 500 km num veículo possante, na toda, assistira uma partida de futebol na capital de Minas Gerais e dirigira outros 500 km de volta em tempo recorde, aquele cidadão encheu o peito ao afirmar que a média do deslocamento ficou acima de 120 km/hora.   Por coincidência, eu também fizera os deslocamentos na mesma época, fui num dia, pernoitei depois do jogo e retornei no dia seguinte com extrema segurança.   Nem contei para a turma, o filósfo Sócrates dizia que não discutia nem com Deus, nem com idiotas, nessa, apenas imitei o pensador.   Falando de evitar futilidades, vejo como importante analisar como vamos levando nossa vida, o quanto estamos sendo ou não práticos, como estamos gastando nosso suado dinheirinho, o que e porque estamos adquirindo determinadas coisas, tipo, coleção de sapatos, tênis, roupas para sumir de vista, será que temos vestimentas que ficam acumulando traças sem uso por quatro a seis meses?   Estamos enchendo gavetas com papeis inúteis?   A casa que moramos não tem espaço demais e que raramente é usado?   Quantos veículos possuímos e qual a real utilidade deles?   Estas são apenas algumas das indagações que podemos fazer e refletir sobre elas, pode ser que ao final concluamos que estamos fazendo graça para os outros rirem, cuidado!   O escritor Paulo Coelho relatou que na peregrinação a Santiago de Compostela, mais da metade das coisas que o andante carrega no inicio da caminhada, definitivamente não faz falta, então, conscientemente o peregrino passa a carregar apenas e tão somente o essencial.   O texto acima tem o objetivo de chamar todos nós a pensar, para utilizarmos nosso tempo e recursos com a finalidade de VIVER e SER FELIZ, de ignorarmos um pouco o que os outros pensam que devemos fazer, buscar e agir atendendo o que nos é PRIORITÁRIO, trocando em miúdos, sem perder tempo, atender nossos próprios gostos, vivendo FELIZ e fazendo as pessoas do nosso convívio também FELIZES, essa é a PRIORIDADE.

Miguilim viajando na prioridade – Boa terça feira!

Miguel Francisco do Sêrro – Advogado e Historiador

 

Comentários

O Lábaro

Posts Relacionados